Testemunho: O meu Despertar

Vou contar como o Ayurveda chegou à minha vida e logo colocou no lugar o que estava virado ao contrário.

Trabalhei por quase duas décadas numa multinacional alemã onde os meus dias tinham um altíssimo nível de stress devido aos grandes esforços que eram necessários para atingir os objetivos que sempre beiravam o impossível.

Claro que depois de tanto tempo exigindo o máximo do meu corpo, da minha mente e do meu espírito terminei esta jornada bastante doente.

Foi um cancro da mama segundo a medicina ocidental, mas foi um uma verdadeira prenda segundo a minha interpretação!

Parece incrível, mas em nenhum momento me desesperei ou desanimei, pelo contrário, me fortaleci.

Durante o tratamento tive tempo (e necessidade) de fazer profundas reflexões de como estava a minha vida e perguntei-me: “se eu morrer agora, como que eu morro?” E a minha resposta foi: “Profundamente infeliz!”.

Até hoje ainda não sei se trabalhava tanto para evitar o contato com a minha infelicidade ou se era mesmo infeliz pelo modo como direcionei o curso da minha vida, tanto profissional como pessoal, ou os dois.

De qualquer forma despertei para a situação que me encontrava e decidi tomar o meu destino nas minhas próprias mãos. Primeiro mudei o que me fazia infeliz na vida pessoal, em seguida mudei o que me fazia infeliz na vida profissional e com estas mudanças abri espaço para coisas muito boas entrarem na minha vida.

Falo de uma nova relação amorosa, saudável e equilibrada, um trabalho muito menos stressante e, principalmente, TEMPO!

TEMPO PARA MIM COMO UM TODO: CORPO, MENTE E ESPÍRITO.

Comecei a praticar yoga, cantar mantras em encontros de chanting, meditar e cozinhar. Atividades que eu sempre tive vontade de fazer, mas nunca encontrava “TEMPO” na minha antiga rotina.

E foi através da cozinha que eu comecei a praticar a Medicina Ayurveda na minha rotina quando fiz um curso de Culinária Ayurveda e junto com as receitas comecei a aprender os porquês dos ingredientes escolhidos, para qual dosha eram mais indicados, quando comê-los, como comê-los entre outras aprendizagens.

Os benefícios foram tão evidentes que foi uma viagem só de ida neste caminho, quanto mais eu conhecia e estudava, mais queria conhecer e estudar, até que decidi me dedicar a este estudo de maneira mais organizada, sistematizada e profissional me matriculando no Curso de Terapeuta de Medicina Ayurveda da AMAYUR – Associação Portuguesa de Medicina Ayurveda ministrado pela entidade formadora akiSintaSaúde em Sintra.

Ainda sou formanda do primeiro ano, mas já me sinto muito engajada ao meu Dharma, que neste contexto pode ser considerado como vocação.

Se quiser saber mais sobre Dharma e outros “Objetivos da Vida” fique atento ao Blog AMAYUR.

Até mais,

Natália Massaad

Formanda do 1º ano do Curso de Terapeuta de Medicina Ayurveda
sob coordenação de Marisa Mestre

Enviar uma resposta

O seu email não será publicado.