AYURVIDA é…Tirar Férias

A Vida é uma experiência empolgante e não um esforço constante marcado por uma sensação de tédio e preocupação.

Posto isto acredito que o leitor já está a assobiar para o lado exclamando “Olha esta! Rica vida, sim senhor. Quando for grande também quero ser Professor de Yoga para viver sem preocupações.”

Calma, eu escrevi sobre o que é a Vida e não sobre a forma como eu ou o leitor a vivemos.

Regra geral, para o comum dos mortais, na maior parte do tempo, a Vida é um esforço constante e por isso mesmo as férias são parte essencial desta experiência. Acontece que também o conceito das férias é muito diferente da sua prática gerando uma onda de desequilíbrio constante em que avançamos no tempo, para alguns idade, como quem avança para o fim, cada vez mais cansados, pesados e com menos recursos quando deveria ser o oposto.

As férias deveriam servir para nos recuperamos do stress a que voluntariamente expusemos corpo e mente ao longo do ano. Escrevi voluntariamente porque muito é de facto voluntário, baseado nas escolhas alimentares, na rotina de sono, na escolha entre descansar ou “colar” em frente à televisão e tantos outros comportamentos que apesar de mecânicos são voluntários. Isto sem esquecer ao que se soma de involuntário sobre o qual nada podemos fazer. As férias deveriam ser de facto uma pausa para reduzir o stress e reciclar comportamentos e rotinas. Para que isso aconteça é urgente tirar férias daquilo a que chamamos férias e voltar às férias que nos fazem bem, que nos nutrem e que nos cuidam para que possamos lidar com os sintomas desse estado de burnout ou esgotamento como : fadiga, perda de força e memória, frustração, irritabilidade, alteração da frequência cardíaca, dos ritmos digestivos e de excreção. E só existe uma forma de fugir desse estado, que é descansar.

As férias são uma necessidade, não uma opção.

O cansaço não altera somente o nosso campo molecular, mas também o campo do pensamento, alterando, da pior forma, as relações pessoais, sociais e profissionais.

Como comecei a contar aqui, no Ayurveda o nosso corpo é constituído por 5 camadas:

  • Annamayakosa – o corpo do alimento
  • Pranamayakosa – o corpo da energia vital
  • Manomayakosa – o corpo mental
  • Vignanamayakosa – o corpo do conhecimento
  • Anandamayakosa – o corpo cósmico

Tirar férias para regenerar e rejuvenescer é uma necessidade que caminha de mãos dadas com a produtividade, saúde e bem-estar. Porém, a maior parte das pessoas não tira férias nas férias. Pelo contrário, a maior parte das pessoas cria um monte de rotinas stressantes para os 8 ou 15 dias que tem para recuperar do cansaço acumulado de anos anteriores, e ainda preparar uma reserva para o ano que se segue.

A prática e a filosofia do Ayurveda defendem o descanso não apenas para restaurar o equilíbrio do corpo mas, principalmente, da Vida. Recuperando as rédeas de uma Vida que nos foi oferecida e perdida em rotinas sem sentido, que facilmente nos conduzem ao Fim  (Morte), sem nunca verdadeiramente termos chegado à Meta (Vida). Assim, o Ayurveda não refere as férias como um período de loucura, de maus hábitos, de excessos ou de inércia, mas um período dedicado ao rejuvenescimento e técnicas afrodisíacas de recuperar o prazer pela Vida.

As férias são o momento perfeito para tomar consciência do impacto que as nossas escolhas e o nosso ritmo têm na saúde do nosso organismo. Durante as férias temos a oportunidade de nos podermos reprogramar para diminuir ou neutralizar os efeitos negativos das nossas escolhas passadas, e aumentar as escolhas positivas em benefício de nossa saúde e felicidade. Depois é só manter a disciplina de horários e respeitar o ritmo pessoal para uma boa higiene física, mental e emocional.

Quando descansar

O Ayurveda sugere o descanso regular como parte da rotina diária, porém para a maior parte dos habitantes deste Planeta o cansaço é já crónico e são necessárias medidas urgentes. Para essas pessoas o Ayurveda sugere o Panchakarma que é um programa de desintoxicação e rejuvenescimento que garante uma regeneração global, inclusive a nível celular. Um total restart. Para saber mais sobre este programa duas dicas são essenciais: ouça o seu corpo (sempre) e procure uma Clinica Ayurveda certificada (em Coimbra tem o BmQ).

Como descansar

Dinacharya é o nome que a Ayurveda dá à prática consciente de nossa rotina diária. Rituais que deviam ser feitos todos os dias para fortalecer e desintoxicar o corpo e a mente, aumentar o prana (energia vital) para promover saúde e prevenir futuros desequilíbrios orgânicos e energéticos. As férias podem e devem ser o momento de excelência para introduzir novas rotinas que nos conduzam a uma saúde e vida plenas. Aqui vão algumas dicas para tirar férias nas férias:

1. Levantar com o nascer do sol e sentir a felicidade e gratidão por estarmos vivos e podermos desfrutar de um novo dia de forma descontraída, desde o seu inicio. Das 6 às 10 da manhã, é o horário com predomínio da energia Kapha (água e terra), por isso o ideal é estimular o agni (fogo digestivo) com um período de jejum, se possível até às 10 da manhã, praticar  yoga, caminhar ou nadar e principalmente executar a limpeza do nosso corpo com um banho que nos acorde para o dia.

Das 10 às 14 horas, é horário de Pitta (fogo e àgua) no nosso corpo e na natureza – o sol está quente e o agni alto, portanto é hora de nutrir o corpo com alimento! Se não estiver com fome neste horário, deve estimular o agni com um chá de gengibre ou mesmo mastigar uns pedacinhos de gengibre cru.

2. O almoço deve ser a principal refeição do dia e não devemos dormir após esta refeição, mas sim descansar por 20 minutos (se quer perder peso experimento descansar sobre a lateral direita ajudando o estômago a encaminhar todo o alimento para o intestino) ou dar uma leve caminhada.

Das 14 às 18 horas, a energia de criatividade Vata (espaço e ar) predomina, assim devemos aproveitar essa energia para tarefas que exijam movimento e agilidade, logo seria altura ideal para uma caminhada à beira mar, um pouco de paddle ou natação.

Das 18 às 22 horas, Kapha volta a predominar e devemos, assim como o sol, recolher-nos, diminuir o nosso ritmo, regressar a casa e preparar-nos para dormir e descansar.

3. O jantar deve ser, no máximo, até às 20h, e devemos dar preferência a alimentos mais leves e nunca dormir de estômago cheio.

Este é o momento para descansar e desenvolver um ritual de sono fundamental para uma boa higiene mental. Deixem as preocupações e os planos para outro momento.

Das 22 às 2 horas, Pitta volta a acelerar o nosso metabolismo, mas se estivermos a dormir este fogo é direcionado para a limpeza subtil e o rejuvenescimento do nosso corpo. Mas se estamos ainda acordados tendemos a utilizar esta energia novamente com a alimentação, sobrecarregando o sistema digestivo.

Das 2 às 6 horas, é um horário perfeito para meditar. Vata está predominante, por isso toca a acordar e a apreciar o novo dia. Quem medita precisa menos de dormir, porque meditar rejuvenesce as células cerebrais.

Boas férias!

Sabe mais sobre o programa BACKTOLIFE através do 915448303 ou do site www.bmqbylaralima.com.

 

Terapeuta Lara Lima

Método BMQ

 

Enviar uma resposta

O seu email não será publicado.