AyurVida uma forma de viver em harmonia com as ROTINAS

Estamos sempre a reclamar da falta de oportunidade para implementar as rotinas que dizemos desejar, sem nos apercebermos que o problema não está na falta de oportunidade de as implementarmos mas na fraca motivação para mudarmos de paradigma.

Seremos nós fracos? Não creio.

Mudar comportamentos é dos maiores desafios da Vida, seja ela vida humana ou qualquer outra forma de vida. Somos ainda muito biológicos quando se trata de mudar comportamentos. Seja terminar um comportamento nocivo como fumar, iniciar um mais saudável como fazer exercício ou assumir que queremos viver a vida de forma diferente, a verdade é que mudar custa.

Mudar dá trabalho, causa desconforto e isso obriga a um esforço que não estamos dispostos a fazer na maior parte das vezes. Justificar isso com os “imprevistos” da vida, sejam eles a pandemia, o confinamento, os filhos ou o trabalho é apenas desonesto.

Está na hora de crescer e assumir que na verdade perdemos oportunidades por preguiça de mudar. Se este não é o teu caso continua a ler este artigo pois vou falar-te de todos os aspectos positivos que o confinamento trouxe para quem quer mudar rotinas.

  1. O confinamento provocou uma mudança radical no fluxo de trânsito urbano reduzindo-o acima de 50% o que significa que, em caso de viagem se demora significativamente menos tempo. Ora aqui está uma excelente oportunidade de introduzir rotinas matinais e de fim de dia aproveitando o facto de não sair de casa ou, tendo de sair, a viagem demorar menos. É um “win, win situation”.
    • A. PELA MANHÃ é a oportunidade de introduzir um banho matinal, quem sabe uma exfoliação suave ou uma auto-massagem, uma prática de Yoga ou quem sabe 20m de exercício (correr, trampolim, saltar à corda, aulas online, agastamentos…), um pranayama de janela aberta (nem que seja um só respirar fundo o ar da manhã) ou uma meditação para começar o dia com qualidade.
    • B. PELA TARDE é a oportunidade de introduzir mais um momento de actividade física para mexer as pernas, ginasticar o corpo “enlatado” entre a secretária e a cadeira, produzir endorfina suficiente para sentir que o dia valeu a pena, tomar um banho quente e relaxante e dedicar tempo ao pessoal que partilha casa contigo, o tão esperado tempo em família que parecia impossível acontecer entre rotinas de chegada da escola ou das actividades extracurriculares, banhos, TPCs e jantares.
  2. Mais tempo de confinamento em casa, traz seguramente frequente acesso à cozinha por isso aqui temos a oportunidade tão desejada de:
    • C. Encher as bancadas com produtos frescos, iniciar os hábito dos sucos verdes como desjejum, os smoothies de fruta, e a possibilidade de os lanches de meio da manha (se necessários, que na maior parte dos casos não o são) serem convertidos em fruta fresca;
    • D. Abrir finalmente os livros de cozinha coleccionados desde a faculdade, experimentar as receitas que nos fizeram babar no Masterchef, fazer o programa AYURKITCHEN, reconquistar o cheiro da cozinha de infância, o cheiro de casa habitada;
    • E. Promover o consumo alimentar consciente desde a aquisição de competências de compra (escolher produtos frescos e integrais) à confecção de refeições saudáveis e conscientes (mais uma vez o AYURKITCHEN é um programa que te vai alavancar este comportamento).
  3. Com o confinamento os desafios que já existiam foram resignificados: as dificuldades económicas emergentes, as dificuldades de gestão familiar, as dificuldades laborais, desemprego/layoff ou uma situação de luto; trouxeram de facto uma outra escala à capacidade de gerir o stress, a ansiedade e a higiene do sono. Uma má higiene de sono dificulta o relaxamento e altera o ritmo circadiano, conduzindo à alteração do sistema endócrino fundamental para lidar com o stress e ansiedade, alimentando uma espiral que pode encontrar na fonte a solução. O confinamento é uma excelente oportunidade para acertar o ritmo circadiano sem a desculpa das horas tardias de regresso a casa e jantar.
    • F. Trabalhar em casa, ou demorar menos tempo em deslocações, e ter restaurantes e pastelarias fechados permite nos responsabilizarmos pela nossa alimentação e contexto onde realizamos as refeições. Aproveita a hora do almoço para contemplar a natureza, comendo no jardim ou em frente a uma janela aberta. No final levanta-te e faz uma caminhada suave ao ar livre (caminhar é possível em qualquer lugar, cidade ou meio rural, e perfeitamente legal em estado de emergência). Aproveita também as pausas para sair à varanda, ir à janela, sair da porta. Apanhar luz solar é fundamental para a produção de melatonina e endrominas, vitamina D e absorção da vitamina C e E.
    • G. Janta mais cedo, preferencialmente duas horas antes da hora de dormir. Se houver tendência para pesadelos evitar comer tubérculos e proteína animal à noite (afinal a actividade do dia não foi assim tão intensa que justifique duas refeições pesadas num mesmo dia).
    • H. Aproveita os serões em família para os jogos de tabuleiro, conversas e leituras. Lança um desafio em casa de largar os ecrãs a partir da hora de jantar. Conheçam-se, afinal essas são as pessoas com quem escolheste passar a tua existência na terra.
    • I. Antes de dormir passa óleo de sésamo morno nas plantas dos pés, umbigo (movimento circular no sentido do ponteiro dos relógios) e no topo da cabeça. No caso de zumbidos nos ouvidos pingar 3 gotas de óleo em cada ouvido. Este é um excelente argumento para o toque, um factor que marca tanto este momento.
    • J. Chegou o momento de colocar em prática as resoluções de ano novo e retirar finalmente a televisão do quarto para que possas dar atenção a quem partilha contigo a cama, para que possas ter tempo para ler um dos livros da pilha que insistes engrandecer e deixar o telemóvel em silêncio na sala para que o quarto seja um lugar confortável e com total disponibilidade para repousar (o que não é possível na presença de ecrãs que inibem a produção de melatonina, hormona que predispõe ao repouso). Isto deve ser especialmente tido em conta em caso de insónia, pois irão estimular a actividade cerebral e dificultar ainda mais o adormecer.
    • K. E finalmente começar tudo de novo acordando pela manhã cedo, de preferência antes da casa acordar para que o momento de acordar seja o mais prazeiroso possível, escolhendo uma rotina agradável como prática de yoga ou meditação, pranayama de janelas abertas respirando o primeiro ar do dia.

E lembra-te que apesar de não existir uma ROTINA padrão, um estilo de vida ayurveda vai sempre proporcionar um guia comportamental que apesar de ter regras e rotinas tem sempre em consideração a percepção do momento resgatando a responsabilidade e a liberdade pela vida.

Tens este mês uma oportunidade incrível de mergulhar no mundo Ayurveda através do 8º Encontro organizado pela AMAYUR. Aqui vais poder saber mais sobre este maravilhoso mundo que te ajuda a decifrar o presente. Não percas. Inscreve-te já – começa HOJE!

Sabe mais sobre o curso de ROTINAS e o programa AYURKITCHEN através do 915448303 ou do site www.bmqbylaralima.com.

Lara Lima

Terapeuta de Medicina Ayurveda

Enviar uma resposta

O seu email não será publicado.